bem-estar, exercício

Detox e kickbox | pôr o corpo a mexer

O nosso corpo é a nossa casa, o lugar onde tudo acontece. Podemos considerá-lo um templo, uma casa ou um espaço especial, o importante é que reconheçamos que sem ele a funcionar de forma equilibrada não conseguimos ter uma vida bem vivida. Faz parte da tríade da nossa existência: corpo, mente e espírito. Merece ser olhado e tratado com todo o amor e respeito.
Tal como em casa, é necessário ter alguns cuidados para que tudo no nosso corpo funcione bem. Se em casa temos cuidado para não deitar gorduras e restos de comida para as canalizações, no nosso corpo é necessário, também, não enviar demasiadas gorduras e lixo alimentar para as nossas canalizações, as nossas veias. Se limpamos a casa para evitar contaminações e desorganização, também o nosso corpo precisa de estar limpo e arrumado para que nos sintamos bem. Quando, por exemplo, o meu cabelo anda mal tratado, normalmente é em alturas em que ando muito cansada e sei que é porque não tenho andado a cuidar bem de mim.
O nosso corpo é, também, o nosso principal meio de transporte: leva-nos para onde queremos. Quem tem automóvel, sabe que tem de fazer as suas inspeções periódicas e visitas à oficina para o manter operacional. E também sabe que, se não andar com o carro durante algum tempo, o mais provável é que quando for pegar nele de novo ele não funcione. Os automóveis, tal como o nosso corpo, precisa de movimento para se manter operacional, para funcionar. Não precisamos fazer um rali todos os dias, mas precisamos pôr a máquina a mexer. Literalmente.
Não é necessário ter muito dinheiro para cuidar bem do nosso corpo, quer seja em termos de manutenção interna (nutrição), quer externa (cuidados de beleza e exercício). Inspirada na citação que encima este post, aqui estão algumas dicas.
Respeitar o corpo: manter o corpo limpo de sujidade física, mas igualmente de tratamentos indignos para a nossa integridade.
Alimentar o corpo: o corpo é uma máquina orgânica que precisa de combustível – alimentos apropriados a cada estação, a cada momento das nossas vidas. Há momentos para fazer um detox (nada de extremo), outros para dar um mimo mais guloso, mas sempre de forma equilibrada e respeitando as nossas necessidades. Devemos escolher o que ingerimos, mas também o que ouvimos, o que lemos e o que inalamos e aquilo em que escolhemos acreditar. Tudo isso é alimento.
Desafiar o corpo: há dias em que não me apetece mexer, porque a fibromialgia insiste em atacar, mas preciso fazer exercício físico regular. Vou ao ginásio porque não me consigo disciplinar a fazer exercício em casa, mas isso não é obrigatório – a única obrigatoriedade é mexer-me. Quando o corpo já está muito habituado a um tipo de exercício, é necessário mudar, para que ele continue a desafiar-se a si próprio e a evoluir. Tudo respeitando as capacidades que temos, sem magoar, mas também sem nos deixarmos estagnar.
Mover o corpo: dançar, correr, caminhar, fazer ballet, kickboking ou qualquer outra atividade que nos dê gozo é imprescindível. Um corpo em movimento é um corpo vivo, aceso, efervescente. Aqui não há regras sobre a escolha do movimento; a única coisa necessária é o movimento.
Amar o corpo: ao respeitarmos as indicações anteriores, estamos a respeitar o nosso corpo, a amá-lo, a cuidá-lo. Amar o corpo é ouvi-lo, é dar-lhe o que ele necessita em cada momento: movimento, descanso, água, alimento, mimo, abraços, carinho.
O mestre de ioga Iyengar dizia: o nosso corpo é o nosso templo. Mantém-no puro e limpo para que a alma possa residir nele. Não é assim tão difícil. Vamos experimentar?

1 thought on “Detox e kickbox | pôr o corpo a mexer”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s