As palavras que dizemos

FM_as palavras que dizemos

Há alguns dias – não muitos, estava numa aula de Psicologia Positiva com as minhas alunas séniores onde falávamos de amor, de todas as vertentes e demonstrações de amor e sobre o quão importante o amor é para as nossas vidas. Num determinado momento, falávamos sobre como a escolha do que comemos é importante para a nossa saúde e que nem todas as “dietas” são boas para todos, pois há pessoas que conseguem reduzir imenso o peso e outras não. Uma das alunas chamou a atenção que a neurolinguística assenta no valor e na força das palavras no nosso cérebro e que quando dizemos que “perdi 5 quilos” o nosso cérebro vai fazer todos os possíveis para que os voltemos a “encontrar” porque o ser humano parece estar programado para “encontrar” aquilo que “perde”.

Conheço, há bastante tempo, os conceitos da neurolinguística, mas não me lembro de ter pensado nesta questão. Faz todo o sentido, não? Se nos debruçarmos sobre aquilo a que nos referimos como tendo “perdido”, veremos que andamos, ainda, à sua procura: perdi o meu marido (não encontro outro amor, porque ainda procuro aquele), perdi dez quilos (é melhor comer esta fatia de bolo para voltar a encontrá-los), etc. Isto é feito, obviamente, inconscientemente, sem que tenhamos noção do que está a acontecer, mas é importante que estejamos atentos. Essa aluna, por exemplo, quando se refere às oscilações da balança já não diz que perdeu peso (sensação de perda, de sofrimento, pois nascemos para ganhar), mas sim que reduziu, o que já não é tão forte para o nosso cérebro.

Já tinha alterado algumas expressões que usava como “nunca vou ser capaz”, “nunca vou fazer isso” ou “nunca mais”, pois são extremamente limitadoras e vão diminuir as possibilidades de que as coisas boas aconteçam. Agora, vou estar ainda mais atenta ao que digo e como digo. E vou ler sobre o assunto, pois aprender é crescer e ser mais feliz. Assim, é importante ouvir o que dizemos – e como dizemos – para que possamos ampliar ao máximo as possibilidades de felicidade nas nossas vidas. Porque está nas nossas mãos. E nas nossas palavras.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s