Uncategorized, vida

Dia da mãe (mesmo para quem não tem filhos)

FM_ser_mãe

Hoje comemora-se, em Portugal, o dia da mãe. A minha mão recusa-se a celebrá-lo hoje; para ela, o dia da mãe continua a ser o dia oito de dezembro, feriado, dia de Nossa Senhora da Conceição (Nossa Senhora da Concepção). Eu celebro-o porque tenho a bênção de ainda a ter comigo, assim, acabo por celebrar as duas datas.

Lembro-me de celebrar esta data desde pequena. Na altura, na escola não fazíamos – como agora – presentes para o dia da mãe, por isso era o meu pai que me dava uma moeda de cem escudos (creio eu) para eu lhe comprar um presente. Invariavelmente, o presente era sempre o mesmo: um cato ou uma suculenta que eu comprava na praça da minha terra, a uma das floristas que aí passava o seu dia (também era mãe) para poder levar dinheiro para casa. Um dia a minha mãe fartou-se e disse que eu só lhe oferecia catos. Realmente, olhando para trás, não seria o melhor presente que eu lhe poderia dar, mas era o que eu achava que ela iria gostar – afinal era o que EU gostava! 😉

Dizem que ser mãe é a melhor coisa do mundo. É duro, é uma responsabilidade enorme, mas é, igualmente, fonte de extrema felicidade. Eu não sou mãe. Trabalho com (e para!) muitas mães, pois, como professora, passo a maior parte do meu dia com os filhos de outras mães. A maior parte do dia destes adolescentes é passada comigo. Partilhamos alegrias e tristezas, partilhamos sorrisos e lágrimas e partilhamos histórias de vida. Não sou mãe deles, nem ouso dizer que por passar mais tempo com eles do que os pais me sinto como mãe deles, por vezes. Sou mais a tia. Aquela tia que educa. Que ralha, mas abraça. Que ensina, mas brinca. Que ama, mas exige respeito. Que dá respeito e pede respeito. Eu sou, muitas vezes, a Alda Maria na vida dos meus alunos. Ou a Paula. Ou a Nã. Aquelas mulheres que, juntamente com a minha mãe, também foram minhas mães.

Eu não sou mãe. Mas acompanho os meus alunos ao longo das suas vidas, quer através de conversas com os pais ou, de uma forma mais moderna, através – literalmente – do Facebook. Preocupo-me com eles. Amo-os. Com eles, ultrapasso preconceitos que tinha. Aprendo a ser cuidadora. Aprendo que erro tantas vezes, como qualquer mãe erra. Que o faço por amor, porque quero sempre o melhor para eles. E que aprendo com os erros, os meus e os deles.

Eu não sou mãe. Mas sou tia. Agora sou tia a dobrar,  porque tenho dois sobrinhos lindos que, infelizmente, não vejo tanto quanto gostaria. Sinto que estou a perder oportunidades de criar laços mais fortes, mas isso será algo com que terei que lidar mais cedo ou mais tarde. Terei que fazer escolhas. Tecer prioridades.

Eu não sou mãe. Mas sinto-me um pouco mãe. Não mãe mãe, no sentido de ter gerado um filho biológico. Mas não minto quando digo que me sinto, por vezes, mãe adotiva daqueles que escolho para serem os meus filhos. Já tive alunos que senti como filhos, mesmo. Que quase cuidei como filhos. E que me chamam, ainda hoje, de mãe, sabendo , no entanto, que nunca tentei substituir as suas mães (eles também não o fizeram). E a sensação – o sentimento – é único.

Não sou mãe. Mas hoje celebro o dia da mãe. O dia da minha mãe, que me gerou, o dia das mães que, não podendo gerar biologicamente, tiveram a coragem de adotar e são tão felizes (conheço tantas!) e o dia daquelas mulheres que escolheram não serem mães. Porque na sociedade em que vivemos é muito difícil lidar com essa escolha, é muito difícil ver a sua escolha aceite pela maioria das mulheres (as que são mães). E celebro, igualmente, o meu dia enquanto “mãe” daqueles que me são colocados no caminho para eu acolher como filhos temporários. Não preciso que me ofereçam flores nem presentes; para eles, o meu amor é essencial e para mim, saber que cumpro a minha missão é o suficiente.

Feliz dia da mãe.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s